30 de novembro de 2018

Os louros do desenvolvimento: patentes

O setor de Biotecnologia no Brasil é crescente e tem refletido no número de pedidos de patentes. A Divisão de Estudos e Projetos da Diretoria de Patentes do INPI disponibilizou mais um estudo setorial, intitulado “Categorização de patentes de biotecnologia baseada na Classificação Internacional de Patentes e análise do panorama de depósito de pedidos de patentes neste setor no Brasil (2012-2016)”. O estudo fez um comparativo dos conceitos de Biotecnologia baseados nos códigos da Classificação Internacional de Patentes (CIP) sugeridos pela OMPI e OCDE e sugeriu um novo grupo de classificações, incluindo algumas áreas da biotecnologia que não haviam sido contempladas anteriormente. Com esse trabalho, temos acesso às informações como comparativo do número de documentos encontrados nas diferentes áreas da biotecnologia. Assim, podemos ter uma ideia de quais áreas estão sendo mais demandadas pelo mercado.

As áreas de bioprocessos, downstream e upstream estão envolvidas diretamente com a maior parte dos pedidos de patente, evidenciando o potencial de geração de tecnologia envolvendo esses tópicos.Quer saber mais sobre o estudo? Acesse aqui: http://www.inpi.gov.br/menu-servicos/informacao/arquivos/estudobiotecnov_2018.pdf

Como o mercado de Bioprocessos tem Evoluído? Inscreva-se e acompanhe!

* campos obrigatórios