17 de setembro de 2018

Análise Técnico-Econômica – Qual a importância?

Após a otimização de um bioprocesso (veja as etapas de um bioprocesso em post anterior) e a confirmação de sua viabilidade em escala laboratorial, vem a questão: esse bioprocesso será vantajoso em escala comercial? A análise técnico-econômica pode nos responder essa questão. Com base nos dados coletados em laboratório, podemos “desenhar” o processo em escala industrial. Algumas considerações nesse desenho são tiradas da literatura, e outras são baseadas na singularidade de cada processo. Para isso, o profissional deve ser capacitado para entender os desafios e nuances que envolvem os bioprocessos. Munido de todas essas informações, se iniciam os balanços de massa e energia. É aqui que definimos a capacidade da planta que desejamos projetar. Uma boa projeção de escalonamento também é fundamental para o desenvolvimento de um processo realista. Mas, calma! Um post só sobre escalonamento será feito ao longo dessa série.

Após obtermos dados de processo bem embasados, a análise técnico-econômica pode ser feita com diversos objetivos. A principal aplicação desse tipo de análise é identificar se o processo apresenta um índice econômico mínimo. Existem diversos índices que podem ser levados em consideração. Os mais comumente usados são a TIR (taxa interna de retorno) e o VPL (valor presente líquido), em inglês denominados IRR (internal rate of return) e NPV (net present value), respectivamente. Através da análise econômica, também podemos avaliar os riscos associados ao processo e a sua importância, através da análise de sensibilidade. Outros objetivos que podem estar associados à análise técnico-econômica são a identificação da etapa mais custosa ao processo, a comparação entre duas tecnologias (benchmarking), a definição do preço mínimo do produto. Estar antenado sobre as tecnologias recentes e situação do mercado também são fatores que podem diferir a qualidade da análise entre diferentes profissionais. A Biotimize sugere aos seus leitores a assinatura (gratuita) da newsletter do site Biofuels Digest (link ao fim do post). Biofuels digest: http://www.biofuelsdigest.com/bdigest/

Como o mercado de Bioprocessos tem Evoluído? Inscreva-se e acompanhe!

* campos obrigatórios